A situação dos transporte escolar

Um problema mecânico em um ônibus que transportava alunos da zona rural de Banabuiú para a Escola de Ensino Médio Jacob Nobre de Oliveira Benevides, mais conhecida como Liceu de Banabuiú, despertou novamente a preocupação dos pais quanto à precariedade de veículos utilizados como transporte escolar. Eles reclamam que a maior parte da frota é muito velha e pode causar riscos aos passageiros.

Por pouco uma pane no coletivo, quando seguia para a escola na manhã desta quarta feira, 30 de setembro, não se transformou em uma tragédia. Conforme informações de alguns passageiros a barra de direção quebrou. O motorista frenou o ônibus, mas parar mesmo foi só quando atingiu a mureta de uma ponte com mais de cinco metros de altura. Todos ficaram assustados, mas ninguém ficou ferido, informaram alguns alunos através do Whats App.

Além do desconforto com a frenagem brusca e com o balançado do ônibus, sem controle, o susto foi grande, explicou a mãe de uma aluna, sobre os relatos da filha que cursa o 1º Ano no Liceu de Banabuiú, pedindo para não ter seus nomes não revelados. “A gente já havia reclamado que o ônibus é muito velho, mas como o motorista é responsável e conhecido da comunidade de Jurema, onde residem os alunos, a preocupação era menor”, acrescentou.

A reportagem do Diário do Nordeste tentou manter contato telefônico com a Prefeitura de Banabuiú para colher mais informações acerca do problema no ônibus e a situação da frota disponibilizada para os estudantes, tanto do ensino Fundamental, Médio e até os universitários que são transportados diariamente para Quixadá.

Todavia, até a publicação desta edição as ligações não haviam sido atendidas. Os alunos da localidade de Jurema, continuaram o percurso.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




© 2015 CN CARIRI - Todos os direitos reservados.
Projetado por: Onsize Desenvolvimento de Sistemas Ltda