A Justiça Federal no Ceará decidiu arquivar o processo

A Justiça Federal no Ceará decidiu arquivar o processo contra José Charles Machado de Morais, empresário do ramo de transportadoras indiciado pela Polícia Federal (PF) por integrar a quadrilha que furtou o Banco Central (BC), em Fortaleza, em agosto de 2005 – há 13 anos.

Charles é irmão de Marcos Rogério Machado de Morais, o ‘Rogério Bocão’ ou ‘Cabeção’, apontado como o engenheiro do túnel por onde os criminosos conseguiram passar R$164,7 milhões, no maior furto da história do País.

Conforme a PF, Charles levou os criminosos a uma revendedora de veículos na capital cearense, onde a quadrilha comprou, de uma só vez e à vista, 11 automóveis.

Ele também teria se responsabilizado pelo transporte dos carros a São Paulo. Os veículos foram recheados com o dinheiro furtado do BC e colocados num caminhão-cegonha da empresa J.E. Transportes, pertencente ao empresário.

Notícias Relacionadas

Os comentários estão fechados




© 2015 CN CARIRI - Todos os direitos reservados.
Projetado por: Onsize Desenvolvimento de Sistemas Ltda