O Hospital Maternidade São Vicente de Paulo, concluiu a obra de restruturação

O Hospital Maternidade São Vicente de Paulo, em Barbalha, concluiu a obra de restruturação do setor de oncologia e recepção de pacientes de acordo com todas as exigência da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e acabando a fila de espera.
O Hospital Maternidade São Vicente de Paulo é referência na saúde do paciente com câncer no Cariri e no sul do estado, contando com uma equipe multiprofissional atuando de forma integrada e atende a pacientes também dos estados da Paraíba e Pernambuco. A reforma vai proporcionar melhoria e a ampliação no atendimento oncológico.
No final do ano passado, o São Vicente, assim como os hospitais do Coração e Santo Antônio, todos em Barbalha, entraram em colapso financeiro por conta da demora do repasse do SUS. O hospital filantrópico é ainda referência em parto de alto risco, realiza em média 40 partos por mês. Atende a pelo menos 60% – mas pode passar dos 70% – dos seus pacientes pelo Sistema Único Saúde, sendo a maior referência em oncologia do interior cearense.
Mais de 100 mil pacientes em início de terapia antirretroviral tiveram um resultado melhor no tratamento do HIV com o uso do medicamento dolutegravir (DTG). De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil, 76.713 pessoas utilizam o DTG como primeira linha e outras 45.645 começaram a se tratar com o medicamento. São mais de 122 mil brasileiros com HIV que utilizam o dolutegravir de alguma forma. O número representa 19% do total dos 572 mil que recebem tratamento antirretroviral gratuitamente pelo SUS.

Notícias Relacionadas

Os comentários estão fechados




© 2015 CN CARIRI - Todos os direitos reservados.
Projetado por: Onsize Desenvolvimento de Sistemas Ltda